Cuiabá corre contra o tempo para conseguir freezers e receber doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19

e acordo com informações do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems), a previsão de chegada das doses ao Brasil é no próximo dia 29, mas elas devem ser destinadas apenas a algumas capitais, por causa da necessidade de estrutura e logística.

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Um milhão de doses da vacina da Pfizer contra o novo coronavírus (Covid-19) devem chegar ao Brasil até o final do mês de abril, mas menos de 50% das capitais receberão o imunizante. Isto porque é necessário ter um freezer que mantenha as doses a -70ºC. Cuiabá, neste momento, corre contra o tempo para providenciar estes aparelhos. Segundo a secretária municipal de saúde Ozenira Félix alguns empresários já se ofereceram para emprestá-los.

De acordo com informações do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems), a previsão de chegada das doses ao Brasil é no próximo dia 29, mas elas devem ser destinadas apenas a algumas capitais, por causa da necessidade de estrutura e logística. O Ministério da Saúde está em contato com os municípios para saber quem poderá receber as doses.

Ao Olhar Direto, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) disse que já conversou com a secretária Ozenira para que ela providencie a compra dos freezers, já que atualmente Cuiabá não os possui. A secretária disse que já começou a orçar a compra, e que também recebeu propostas de parceiros, como frigoríficos, para emprestar estes aparelhos.

Caso a capital não esteja apta a receber as doses da Pfizer, continuará recebendo do Ministério da Saúde somente doses da Coronavac e da Astrazenca. Ao Correio Brasiliense, o secretário-executivo da Conasems, Mauro Junqueira, disse que deve ter a resposta de todas as capitais até o final da tarde de terça-feira (20). As doses devem chegar às capitais aptas no dia 1º de maio.

Fonte: Olhar Direto

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *