Grávida de 5 meses morre queimada após marido jogar gasolina em casa e atear fogo em Cláudia

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Paula teria sofrido um aborto no dia em que deu entrada no hospital de Cláudia. Na manhã de sábado ela sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu.

Delegacia da Polícia Civil de Cláudia — Foto: Polícia Civil de MT

Uma mulher, grávida de 5 meses, morreu no último sábado (17) com 90% do corpo queimado após o marido supostamente jogar gasolina na casa e atear fogo no dia 9 deste mês, na zona rural de Cláudia, a 474 km de Cuiabá.

Desde então, Paula Santos Pereira, de 25 anos, estava internada. Ela foi socorrido e encaminhada para o hospital de Cláudia, mas devido à gravidade do quadro de saúde, foi transferida para o Hospital Regional de Sinop.

Paula teria sofrido um aborto no dia em que deu entrada no hospital de Cláudia. Na manhã de sábado ela sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu.

Conforme informações da Polícia Civil, funcionários do hospital de Cláudia foram informados que a vítima teria se queimado ao tentar acender o fogão a lenha.

Ela morava na chácara com os filhos e o marido, que era caseiro em uma propriedade na região e que também sofreu queimaduras.

A Delegacia de Cláudia apura a ocorrência e já ouviu uma das filhas da vítima.

Fonte: G1 MT

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *