Cadela policial que combate o tráfico sofre ameaças no Pará

Raika é especialista em encontrar drogas e participa de diversas operações. E seria por causa disso que a cadela teria começado a receber ameaças de morte de integrantes de facções criminosas da região.

Foto: Divulgação

Cães usados como parte das equipes policiais pelo mundo inteiro não são novidade. O cachorro policial passa por um treinamento especial para conseguir cumprir tarefas como apreensão criminal, busca, salvamento, recuperação de provas e rastreios.

No município de Parauapebas, sudeste paraense, a cadelinha Raika, da raça pastor alemão, é quem auxilia nas ações policiais do 23º Batalhão de Polícia Militar.

Raika é especialista em encontrar drogas e participa de diversas operações. E seria por causa disso que a cadela teria começado a receber ameaças de morte de integrantes de facções criminosas da região.

O tenente-coronel Gledson Melo, comandante do 23º BPM, conta que Raika tem feito um excelente trabalho nas apreensões. “Tivemos ocorrências e ela conseguiu farejar e encontrar vários tipos de droga, inclusive em blitz entre os municípios de Parauapebas e Curionópolis, ocasionando a apreensão de vários quilos de entorpecentes e consequentemente na prisão de traficantes. Os bandidos quando são dedurados pela cadela não gostam e identificamos comentários em grupos sobre a cadela que estava farejando e encontrando drogas e isso realmente está assustando os traficantes, e por esse motivo, estamos tendo um cuidado maior com essa nova policial”, afirmou o comandante.

A polícia informou que agora Raika está com a segurança reforçada.

Fonte: DOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *