Vacinação em garis, catadores de recicláveis e motoristas de ônibus deve ser lançada na próxima semana em Cuiabá, diz prefeito

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Carroceiros e pessoas em situação de rua também devem entrar nesta remessa, de acordo com a prefeitura

Prefeito Emanuel Pinheiro fez anúncio nessa quinta-feira — Foto: Assessoria

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, afirmou que, na próxima semana, deve lançar a campanha de vacinação de garis, catadores de recicláveis, carroceiros e motoristas do transporte coletivo.

Cuiabá é uma das cidades que vai receber doses da vacina da Pfizer-biontech contra a covid-19. O primeiro lote de doses da vacinas está previsto para chegar no Brasil na próxima quinta-feira (29 de abril). Segundo Emanuel Pinheiro, a chegada dessas novas doses deve acelerar a vacinação dos grupos prioritários.

Dessa forma, a Secretaria Municipal de Saúde pretende lançar a vacinação desse novo grupo até o dia 30 de abril. Segundo Pinheiro, também está sendo analisada a vacinação de pessoas em situação de rua, neste próximo lote. Nessa caso, está sendo estudada a viabilidade de fazer a imunização em albergues e um ponto móvel.

A vacinação dos garis deve ser feita nas próprias empresas em que eles trabalham. A imunização dos catadores de recicláveis ainda não foi definida como será feita.

De acordo com o prefeito, o executivo está fechando a relação de pessoas nesses grupos para saber quantas doses serão necessárias.

“É um grupo de pessoas que estão tremendamente expostos, com medo e insegurança, e com razão”, diz.

Além deles, o prefeito também anunciou que nos próximos grupos devem entrar os pacientes em tratamento renal e tratamento de câncer. A relação aponta mais mais de 800 pacientes nesta situação no município.

Ele também explicou que, apesar de ser grupo de risco, os hipertensos e diabéticos ainda não devem ser incluídos nas próximas doses ainda, já que o município ainda estuda a viabilidade e como funcionaria a logística nesse caso.

Fonte: G1 MT

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *