‘Melhor caminho para infraestrutura de qualidade’, diz governador sobre concessão de rodovias em MT

Serão 512,2 km de rodovias estaduais que ficarão sob responsabilidade da iniciativa privada. Mauro Mendes disse que modelo funciona bem em outros estados e países.

Governador Mauro Mendes (DEM) assinou contrato de concessão de três lotes de rodovias à iniciativa privada. — Foto: Secom/MT

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), declarou nesta quinta-feira (6), durante a assinatura do contrato de concessão de três lotes de rodovias à iniciativa privada, que a privatização é o melhor caminho para se ter uma infraestrutura de qualidade no estado.

Serão 512,2 km de rodovias estaduais que ficarão sob responsabilidade da iniciativa privada.

Mendes sustentou que o sistema funciona bem em outros estados e outros países. Ele lembrou que as tarifas foram estabelecidas seguindo a legislação brasileira. Para o governador, não há dúvidas que a concessão vai gerar mais resultados positivos por meio do setor produtivo.

“O agronegócio, como qualquer atividade econômica, depende de infraestrutura. Uma boa infraestrutura estimula o crescimento competitivo. Ter uma boa infraestrutura vai aumentar os investimentos e resultados econômicos em Mato Grosso. O caminho das concessões é o melhor para ter uma infraestrutura de qualidade”, pontuou o governador.

As concessões das rodovias foram definidas após leilão na bolsa de valores oficial do Brasil, em São Paulo, em novembro do ano passado. Vão receber os lotes os Consórcios Via Norte Sul, Via Brasil MT-246 e Primavera MT-130.

Também será feita a transferência de outros 419,3 km de rodovias à responsabilidade da Associação Agrologística de Mato Grosso. Ao todo, serão repassadas à administração das concessionárias e da associação parceira uma extensão de 931,5 quilômetros de rodovias em Mato Grosso.

Concessão

Serão repassadas à administração das concessionárias, por meio de concessão comum com vigência de 30 anos, uma extensão de 512,2 km de rodovias para execução de serviços de conservação, recuperação, manutenção e implantação de melhorias rodoviárias.

Os investimentos previstos para serem aplicados diretamente na melhoria das rodovias são de R$ 1,45 bilhão.

– Lote 1 corresponde a 138,4 km da MT-220, no trecho entre Tabaporã e Sinop;

– Lote 2 refere-se a 233,2 km, das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480, nos trechos de Jangada a Itanorte;

– Lote 3 diz respeito a 140,6 km da MT-130, entre Primavera do Leste e Paranatinga.

Lote 1

O contrato referente ao lote 1, entre Tabaporã e Sinop, será assinado junto ao Consórcio Via Norte Sul e soma R$ 1,173 bilhão.

Estão previstos investimentos de R$ 267 milhões em serviços de conservação, recuperação, manutenção e implantação de melhorias em 138,4 quilômetros da MT-220.

Está prevista ainda a implantação de três praças de pedágio e a tarifa será no valor de R$ 8,25.

A abertura das praças de pedágio poderá ocorrer a partir do 10º mês de concessão, desde que já tenham sido executados os trabalhos iniciais previstos, de rejuvenescimento do pavimento da rodovia, além da sinalização e melhoria generalizada.

Lote 2

O contrato referente ao lote 2, entre Jangada a Itanorte, será assinado junto ao Consórcio Via Brasil MT-246 no valor de R$ 3,103 bilhões.

Estão previstos investimentos de R$ 815 milhões ao longo dos 233,2 quilômetros das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480.

Estão previstas ainda quatro praças de pedágio, cuja tarifa será de R$ 7,90. O funcionamento das praças será iniciado no segundo ano de concessão e somente após o término dos serviços iniciais.

Lote 3

Já o contrato relativo ao lote 3, entre Primavera do Leste e Paranatinga, será assinado junto ao Consórcio Primavera MT-130 e soma R$ 1,719 bilhão.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Serão realizados investimentos de R$ 365 milhões em uma extensão total de 140,6 quilômetros da MT-130.

Está prevista ainda a implantação de duas praças de pedágio na rodovia. A tarifa será no valor de R$ 7,90 e o funcionamento das praças também será iniciado no segundo ano de concessão.

Fonte: G1 MT

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *