Com chuvas fortes, Grande Recife tem alagamentos, queda de árvores e transtornos

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Em Olinda e Paulista, motoristas tiveram dificuldade de passar pela PE-15 e outras vias. Apac emitiu alerta na quarta-feira (12) para possibilidade de chuva de moderada a forte

Árvore caiu na Avenida Conselheiro Aguiar e derrubou poste, na Zona Sul do Recife, nesta quinta-feira (13) — Foto: Reprodução/WhatsApp
 Foto: Reprodução/WhatsApp

Fortes chuvas foram registradas durante a madrugada e manhã desta quinta-feira (13) em municípios da Região Metropolitana do Recife. Houve alagamentos em importantes corredores de trânsito, como a rodovia PE-15, em Olinda Paulista, e a Avenida Mascarenhas de Moraes, na capital, onde motoristas tiveram dificuldade de passar e o trânsito ficou complicado (veja vídeo acima).

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) emitiu, na noite da quarta-feira (12), um alerta para a possibilidade de chuvas fortes no Grande Recife e outras regiões do estado.

A Defesa Civil do Recife registrou, das 21h da quarta (12) às 9h da quinta (13), o total de 101,2 milímetros de chuvas, o equivalente a 30,7% da média histórica do mês de maio, que é de 328,9 milímetros.

Uma árvore caiu na Avenida Conselheiro Aguiar perto do edifício Holiday e, às 9h30, a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) informou que o trânsito precisou ser desviado pela Rua Ribeiro de Brito. Um poste também foi derrubado.

Uma equipe da Autarquia de Limpeza Urbana (Emlurb) foi ao local para fazer a remoção da planta e a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) foi acionada devido ao poste. A Emlurb registrou, também, outras cinco ocorrências com árvores.

Morando em Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, e trabalhando na Avenida Sul, Vânia Martins contou que levou o dobro do tempo para fazer o percurso habitual. Ela registrou o alagamento, em vídeo, quando passou pela Avenida Mascarenhas de Moraes, na altura da faculdade Universo.

“Passei de carro com meu marido. Levei uma hora e meia [até o trabalho]. Teve muito engarrafamento e tudo alagado. Aqui na Avenida Sul, com a Imperial, também está tudo alagado”, relatou.

Rua no bairro da Boa Vista, no Recife, ficou completamente alagada no começo da manhã desta quinta-feira (13) — Foto: Reprodução/WhatsApp
 Foto: Reprodução/WhatsApp

Segundo a CTTU, foram registrados também alagamentos na Avenida Agamenon Magalhães no sentido Olinda, próximo ao Parque Amorim; Avenida Dois Rios, na altura do SESI; Rua Santos Araújo, após o cruzamento com a Rua Vinte e Um de Abril.

A Estrada das Ubaias, Avenida Norte e ruas do bairro do Espinheiro, na Zona Norte da capital, também foram tomadas pela água durante a manhã. Também houve pessoas reclamando que a Rua Bernardo Guimarães com a Bispo Cardoso Ayres, na Boa Vista, também ficou completamente alagada.

O empreendedor Wellington Silva mora em Arthur Lundgreen 1, em Paulista, no Grande Recife e contou que, por volta das 7h, devido às chuvas, ônibus não conseguiam passar pela Rua Paulista. Segundo ele, dois carros ficaram parados dentro da água (veja vídeo acima).

“Não dá para sair do prédio em direção à PE-15. Essa rua [Paulista] é o caminho de quem vem de Arthur Lundgreen 1 e 2”, contou Wellington.

A Defesa Civil de Paulista informou que acompanha de perto algumas áreas de risco em alguns bairros como Mirueira, Alto do Bigode, Arthur Lundgreen II. Segundo o monitoramento da Apac, no bairro de Torres Galvão, foram registrados 67 milímetros de chuva em 24 horas, até 7h30.

Rodovia PE-15, na altura do bairro de Ouro Preto, em Olinda, na manhã desta quinta-feira (13) — Foto: Reprodução/TV Globo
Foto: Reprodução/TV Globo

Olinda

A rodovia PE-15, na altura da entrada do bairro de Ouro Preto, em Olinda, também estava alagada. Moradores do bairro relataram que a passagem do Embrião, ligação de Ouro Preto com a Cohab, também estava tomada pela água.

Os veículos passavam com dificuldade pela a Avenida Carlos de Lima Cavalcanti, nos Bultrins, em Olinda, devido ao acumulo de água. Na mesma cidade, moradores da Rua Doutor Manuel de Barros Lima, em Bairro Novo, relataram também alagamentos.

A Secretaria Executiva de Defesa Civil de Olinda afirmou que realizou monitoramento de um muro de arrimo em Águas Compridas e atuou em uma barreira em Passarinho, que apresentou movimentação de pequeno porte, sem prejuízo para moradores próximos. Também foi feita a retirada de uma árvore que caiu na Rua Escritor Ramos de Almeida, em Jardim Atlântico.

Avenida Carlos de Lima Calvacanti, em Olinda, tomada pela água nesta quinta-feira (13) — Foto: Reprodução/TV Globo
Foto: Reprodução/TV Globo

Defesa Civil

As Defesas Civis dos municípios do Grande Recife seguem de prontidão para atender aos chamados. O atendimento acontece 24 horas por dia. Os números disponibilizados por município são:

  • Recife: 0800 081 3400
  • Olinda: 0800 281 2112
  • Jaboatão dos Guararapes: (81) 3461-3443 e (81) 99195-6655
  • Abreu e Lima: (81) 99933-6380
  • São Lourenço da Mata: (81) 98338-5407
  • Cabo de Santo Agostinho: 0800 281 8531
  • Ipojuca: 0800.281.0620

Fonte: G1

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *