Cuiabá mantém suspensa segunda dose da CoronaVac após governo federal enviar apenas Pfizer e Astrazeneca

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Além disso, conforme já divulgado, diante da falta da Coronavac em diversas partes do país, mais de 2,5 mil pessoas de outros municípios conseguiram se vacinar em Cuiabá, prejudicando a conclusão do esquema vacinal de quem tomou a primeira dose na Capital. 

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

A Prefeitura de Cuiabá informou, no fim da noite da última segunda-feira (17), que a aplicação da segunda dose da Coronavac segue temporariamente suspensa. Isso porque o governo federal enviará, nesta terça-feira (18), apenas os imunizantes da Pfizer e Astrazeneca. 

Além da suspensão da aplicação da segunda dose da CoronaVac, a prefeitura informou ainda que o polo de vacinação no campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) também estará fechado por conta do mesmo problema. Vale lembrar que a coordenação da campanha Vacina Cuiabá contava que o Ministério da Saúde encaminharia o imunizante.

A SMS destaca que vinha reservando a segunda dose dos munícipes, no entanto, detectou perda técnica, uma vez que os frascos que deveriam conter 10 doses estão contando, na verdade, com 9 doses, o que foi observado em todas as regiões do Brasil.

Além disso, conforme já divulgado, diante da falta da Coronavac em diversas partes do país, mais de 2,5 mil pessoas de outros municípios conseguiram se vacinar em Cuiabá, prejudicando a conclusão do esquema vacinal de quem tomou a primeira dose na Capital. 

A Pasta já solicitou reposição junto ao Estado, tanto das perdas técnicas quanto das doses aplicadas em pessoas de outros municípios, e reforça que vem tomando todas as medidas para garantir a imunização dos cuiabanos.

Novas doses

O Ministério da Saúde informou ao Estado o envio de 100.160 doses de vacina para a imunização dos grupos prioritários da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19. As novas remessas chegarão em Mato Grosso às 10h20 e às 15h30 de terça-feira (18.05), no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, por voos da Azul e da Latam. 

Para Mato Grosso, serão enviadas 90.800 doses da AstraZeneca, que devem chegar no período da manhã, e 9.360 doses da vacina Pfizer, que chegarão à tarde.

As unidades da AstraZeneca poderão ser utilizadas em idosos de 60 a 69 anos, pessoas com comorbidades ou deficiência permanente. As doses da Pfizer também serão destinadas às pessoas com comorbidades ou deficiência permanente e gestantes ou puérperas.

Mato Grosso já recebeu 1.109.830 doses de imunizantes contra a Covid-19 e aguarda a chegada da nova remessa.

Fonte: Olhar Direto

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *