Após ser multada sem máscara, mulher ofende guardas municipais em São Paulo

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Diante da recusa foi aplicada a multa, prevista em legislação municipal, no valor de R$ 300

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uma mulher foi filmada ofendendo guardas civis municipais de Santos, no litoral de São Paulo, após ter sido multada por não usar máscara de proteção contra o coronavírus ao caminhar pela faixa de areia. Um vídeo mostra o momento em que a mulher, que se identifica como advogada, pegando o celular para filmar a ação. “É um trabalho sujo, indigno, imoral, inconstitucional e repugnante. Abuso de autoridade.”

O caso ocorreu no sábado (5), quando uma equipe da Guarda Civil Municipal (GCM), durante patrulhamento na faixa de areia da praia, abordou a banhista. O guarda a orientou sobre a obrigatoriedade do uso correto da máscara facial.

Diante da recusa foi aplicada a multa, prevista em legislação municipal, no valor de R$ 300. A GCM afirma que a multa é aplicada quando a pessoa não traz consigo a máscara ou se recusa a usá-la corretamente, ou seja, cobrindo o nariz e a boca. “Não sei com quem vocês acham que estão lidando. Mas vamos lá. Vamos para as cabeças”, diz a mulher.

Com o celular em mãos e caminhando pela areia, a mulher subiu o tom contra os agentes e disse que eles estavam tratando os banhistas “como se fossem criminosos”. Nesse momento, os banhistas que passavem pelo local gritaram, se revoltaram e pediram que ela colocasse a máscara. Ela diz, então, que isso é “um absurdo com o cidadão de bem.”

Fonte: Gazeta Digital

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *