Câmara do rio de janeiro deve votar cassação de vereador Jairinho no fim do mês

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Conselho de Ética quer analisar o caso em plenário na última sessão do mês. São necessários, ao menos, 34 votos dos 51 parlamentares

Foto: Reprodução

Rio de Janeiro – A Câmara de Vereadores do Rio quer votar o processo de cassação do vereador Jairo Souza Santos Junior, o Dr. Jairinho (sem partido), na sessão do dia 29 de junho. São necessários os votos de, ao menos, 34 dos 51 parlamentares. A votação está prevista para ser aberta. Ou seja, com os nomes dos que forem a favor e contra a perda de mandato do político.

Padrasto do menino Henry Borel, de 4 anos, morto no dia 8 de março, ele e a mãe de Henry, Monique Medeiros, estão presos acusados de envolvimento no crime. Na ocasião da morte, eles levaram o garoto já morto para o hospital Barra D’or, na Barra da Tijuca, zona oeste.

O conselho ainda aguarda carta do governador Cláudio Castro (PL) esclarecendo sobre o telefone que recebeu do vereador logo depois da morte do menino.

Em depoimento por escrito enviado à Casa, o advogado Pablo dos Santos Meneses, executivo da rede D’or, alegou que sofreu pressões de Jairinho para liberar o corpo de Henry. “Vê se alguém dá o atestado pra gente levar o corpinho! Virar essa página”, escreveu Jairinho, segundo Pablo.

Fonte: Metrópoles

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *