Polícia investiga adolescente de 14 anos que teria jogado feto em quintal após aborto em Poconé

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Os relatos sobre o caso também são apurados e a Polícia Civil

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

A Polícia Civil investiga o caso de uma adolescente, de 14 anos, que teria ocultado um feto após sofrer um aborto na cidade de Poconé (104 km de Cuiabá). Ela teria tido relações sexuais consentidas com um garoto, de 17 anos, conhecido pelas práticas de atos infracionais na cidade.

Segundo informações apuradas pelo Olhar Direto, ainda com 13 anos, a menina teria tido um relacionamento com o menino, o que acabou resultando em uma gravidez. Mesmo assim, a situação se enquadra em estupro de vulnerável por ser praticado com uma pessoa menor de 14 anos.

Em maio deste ano, já com 14 anos e com aproximadamente quatro meses de gestação, ela teria sofrido o aborto. Ainda não se sabe se a morte foi espontânea ou provocada, mas a adolescente teria ocultado o corpo.

Os relatos sobre o caso também são apurados e a Polícia Civil trabalha com várias hipóteses como, por exemplo, a de que ela teria jogado o feto no vaso, no quintal da casa e que o cachorro da residência teria comido.

Em buscas realizadas pela Polícia e Corpo de Bombeiros, não foram encontrados os restos mortais na fossa. Contudo, como a adolescente não realizou o pré-natal para precisar o período gestacional, a Polícia acredita que o feto seria bem pequeno, o que dificulta na localização de membros, pois ainda estava em formação.

Ainda conforme informações apuradas pela reportagem, a garota estaria morando na residência de uma pessoa conhecida após ter sido expulsa de casa pelo pai. O Conselho Tutelar da cidade acompanha a situação e o delegado Maurício Maciel Pereira deve ouvir o adolescente nos próximos dias.

Fonte: Olhar Direto

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *