Cuiabá volta a suspender vacinação contra Covid-19 por falta de doses a partir de hoje

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

No último sábado (19) Cuiabá recebeu uma remessa com vacinas da Pfizer e da Coronavac, mas em número insuficiente para manutenção dos cinco polos

Cuiabá volta a suspender vacinação contra Covid-19 por falta de doses a partir de hoje
Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

A Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá informou que foi suspensa a vacinação contra a Covid-19 na cidade, a partir desta quarta-feira (23), por falta de doses. O município recebeu apenas a Coronavac, que deverá ser utilizada em lactantes e segunda aplicação dos atrasados.

“Diante desse cenário, apenas as lactantes poderão ser vacinadas a partir de 22 de junho e as pessoas com agenda para segunda dose de Coronavac, e segunda dose de Astrazeneca”, explica a prefeitura de Cuiabá.

Com exceção do polo Senai Porto, todos os outros quatro polos de vacinação (Sesi Papa, estacionamentos da Assembleia Legislativa e Universidade Federal de Mato Grosso e o Sesc Balneário) estarão com as atividades suspensas a partir desta quarta-feira (22), devido à falta de vacinas para aplicação da primeira dose. 

As pessoas que estavam agendadas para o recebimento da primeira dose devem aguardar a retomada das atividades e verificar o agendamento no site www.vacina.cuiaba.mt.gov.br.

No último sábado (19) Cuiabá recebeu uma remessa com vacinas da Pfizer e da Coronavac, mas em número insuficiente para manutenção dos cinco polos.

Na última remessa, a capital de Mato Grosso recebeu pouco mais de 4.500 doses de Pfizer para primeira aplicação e mais de 6.800 de Coronavac.  Desse quantitativo, parte é destinada à segunda dose das pessoas que estão com o esquema vacinal atrasado. Já o restante está reservada para dose 1 e dose 2 de lactantes.

A destinação das vacinas segue o Plano Nacional de Imunização. Somente o Governo Federal pode adquirir vacinas. Após a aquisição, as doses são destinadas ao Governo do Estado e o quantitativo é debatido pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT). O colegiado de saúde define então, como será feita a distribuição aos municípios.

A coordenação da campanha informa que as doses de Astrazeneca para aplicação de segunda dose estão armazenadas. Válido lembrar que a destinação das vacinas já vem especificadas se serão destinadas à aplicação de 1º ou 2ª dose.

Fonte: Olhar Direto

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *