Mulher é condenada a 21 anos de prisão por morte de professor universitário no Pará

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Ela respondeu por cinco crimes, entre eles homicídio qualificado e ocultação e destruição de cadáver

Professor da UFPA Altamira Adriano Giorgi  — Foto: Reprodução/ TV Liberal
Foto: Reprodução/ TV Liberal

Ândria Rufino, 20 anos, foi condenada a 21 anos e 9 meses de prisão pelo assassinato do professor universitário José Adriano Giorgi, em abril de 2018, em Altamira, sudoeste do Pará. Ela respondeu por cinco crimes, entre eles homicídio qualificado e ocultação e destruição de cadáver. Ândria pode recorrer da decisão.

O julgamento durou cerca de 10 horas no Fórum de Altamira. Sete testemunhas foram ouvidas, entre acusação e defesa. Denise Caetano, acusada de envolvimento no planejamento e na execução do professor, entrou com um recurso na justiça e conseguiu o direito de responder pelo crime em liberdade. Ainda não há data para o julgamento de Denise.

Outros dois homens também foram apontados como executores do assassinato, mas eles morreram em confronto com a polícia.

O professor José Adriano Giorgi, foi encontrado morto em abril de 2018 na cidade de Altamira, sudeste do estado. A vítima era docente da Universidade Federal do Pará (UFPA). O corpo de José Giorgi foi encontrado carbonizado. Segundo a perícia, ele teve as mãos amarradas e levou um tiro na cabeça.

Um dia após o crime, uma mulher foi detida na delegacia de Altamira suspeita no envolvimento do assassinato. Segundo a polícia, Ândrea Rufino Mendes, de 18 anos, teria planejado a morte do professor.

No início de maio de 2018, a polícia prendeu a segunda suspeita de envolvimento na morte de José Giorgi. Segundo a polícia , a mulher identificada como Denise Caetano dos Santos, 20 anos, seria uma ex-aluna da vítima e teve a prisão temporária decretada pela justiça.

Fonte: G1 PA — Belém

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *