Justiça acha R$ 3 mil nas contas de Satélite e filho

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Ação pede bloqueio de R$ 10 milhões

Justiça acha R$ 3 mil nas contas de Satélite e filho; ação pede bloqueio de R$ 10 milhões
Foto: Reprodução

A Justiça de Mato Grosso comunicou que tentativa de bloqueio eletrônico de valores em nome de Pedro Inácio Wiegert (o Pedro Satélite) e Andrigo Gaspar Wiegert restou infrutífera. O valor bloqueado, de R$ 3,8 mil, não é suficiente e, portanto, foi desbloqueado. Informação consta em ação proveniente da Operação Rota Final. Conforme informações da petição inicial, requerimento de bloqueio foi de R$ 10,2 milhões. A decisão que determinou bloqueio ainda não foi disponibilizada.

O Ministério Público de Mato Grosso denunciou Pedro Satélite, Andrigo e mais 10 pessoas em ação proveniente da Operação Rota Final, que apura  crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude a licitação do setor de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso (STCRIP-MT), promovida pela Secretaria de Infraestrutura do Estado de Mato Grosso e  Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (AGER-MT).
 
Conforme os autos, o MPE pede o bloqueio de R$ 32,4 milhões de todos os envolvidos. Cinco empresas do ramo de transporte também são alvo. Caso está em julgamento na Vara especializada em Ação Cível Pública de Cuiabá.
 
Raphael Vargas Licciardi, Eder Augusto Pinheiro, Júlio César Sales Lima, Max Willian de Barros Lima, José Eduardo Pena, Edson Angelo Gardenal Cabrera, Paulo Humberto Naves Gonçalves, Francisco Feitosa de Albuquerque Lima Filho, Luis Gustavo Lima Vasconcelos e Daniel Pereira Machado Júnior também foram denunciados.
 
Entre as empresas de transporte intermunicipal, foram denunciadas a Verde Transportes, Empresa de Transportes Andorinha, Viação Xavante e Viação Motta.

Fonte: Olhar Juridico

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *