Presos serão usados como mão de obra no combate a incêndios em Chapada dos Guimarães

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Foram treinados 11 presos para integrar uma brigada mista que atuará exclusivamente no município

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) irá disponibilizar reeducandos para atuar como brigadistas no combate aos incêndios florestais de Chapada dos Guimarães. Foram treinados 11 presos para integrar uma brigada mista que atuará exclusivamente no município.

A formação dos novos brigadistas ocorreu na Fazenda Buriti, em Chapada dos Guimarães, entre os dias 28 e 30 de junho, quando os presos aprenderam a lidar com situações envolvendo incêndios, com técnicas de combate e prevenção, e com materiais de utilização do Corpo de Bombeiros Militar (CBM).

A formação é uma iniciativa do CBM e da 1ª Companhia Independente da Polícia Militar de Chapada dos Guimarães, em parceria com o Sistema Penitenciário, a prefeitura e a Brigada Municipal. O tempo de atuação dos novos brigadistas ocorre enquanto houver o período proibitivo, que iniciou no dia 1º de julho e se estende até o dia 15 de outubro.

De acordo com a Sesp os 11 presos habilitados cumprem os mesmos critérios dos reeducandos que têm direito ao trabalho extramuros. São presos de baixa periculosidade e que já cumpriram 1/6 da pena. Eles são beneficiados com remição de pena. Os presos ficam à disposição dos bombeiros e quando saem para atuar, são colocadas tornozeleiras eletrônicas em todos eles, além de serem escoltados pelo Serviço de Operações Penitenciárias Especializadas (SOE).

Fonte: Portal Sorriso

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *