Quadrilha rouba caminhão com carga de R$ 397 mil e mantém motorista em cárcere privado em Várzea Grande

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Durante as buscas, a carga do caminhão foi localizada e entregue para a proprietária

Quadrilha rouba caminhão com carga de R$ 397 mil e mantém motorista em cárcere privado
Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

Uma quadrilha roubou um caminhão Scania na última quinta-feira (19) e manteve seu motorista em cárcere privado, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. A denúncia foi feita por um ex-integrante da quadrilha e detalhou como o crime poderia ter sido realizado, o que ajudou os policiais durante a operação. O caminhão tinha R$ 397 mil em carne como carga.

Segundo o denunciante, um home identificado como A.J.S. ficava responsável por arrumar uma arma de fogo para o roubo e executar. Já o A.S.B. cuidava da logística da carga roubada: procurava um local para armazenar e posteriormente vendia os produtos roubados a mando do J.C..

Diante das informações, na sexta-feira (20) os policiais foram até a casa eo A.J.S., mas ele não se encontrava. A mãe informou que o filho havia saído às pressas de casa no período da manhã e poderia estar em dos bairros da cidade. Dentro da residência, havia duas folhas de cheque no valor de R$ 5,5 mil, em nome da esposa de J.C.

O denunciante explicou aos policiais que o motorista do caminhão poderia estar sendo mantido em cárcere privado em uma casa, mas ao chegar no local ninguém foi encontrado. A empresa responsável pelo caminhoneiro também realizou buscas e informou as autoridades que ele havia sido solto e se encontrava na sede.

Conforme informações do boletim de ocorrência, os policiais tentaram localizar o caminhão, mas não foi encontrado. Durante as buscas, a carga do caminhão foi localizada e entregue para a proprietária. Ninguém foi preso até a publicação desta matéria.

Fonte: Olhar Direto

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *