Deputado “pede cabeça” de PM em cidade de MT

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

A população promete paralisar a rodovia e usar as redes sociais para expor a perseguição do deputado, caso o governador Mauro Mendes ceda ao pedido

Foto: FOLHA 5

A população de Pontes e Lacerda, região oeste de Mato Grosso está inconformada com a possibilidade de transferência do Tenente-coronel Sandro Barbosa que está à frente do 12º Comando Regional da Polícia Militar. Segundo os moradores, a transferência seria um pedido do deputado estadual, Valmir Moretto (Republicanos) feito ao governador de Mato Grosso, Mauro Mendes. Moretto estaria incomodado com o trabalho e popularidade do militar na região do Vale do Guaporé.

Segundo moradores ouvido pela redação, Moretto estaria agindo nos bastidores para transferir Sandro da cidade. O motivo da transferência pedida pelo deputado, segundo os maoradores é que o trabalho do PM estaria se destacando e fazendo com que ele fosse cogitado para ser candidato em 2022 à deputado estadual ou federal na região do Vale do Guaporé.

Diante da possibilidade de transferência, diversas cidades do Vale do Guaporé estão fazendo um abaixo-assinado pedindo pela permanência do militar à frente do Comando da PM na região. A população também promete paralisar a rodovia e usar as redes sociais para expor a perseguição do deputado, caso o governador Mauro Mendes ceda ao pedido.

“Se o governador ceder a essa pecuinha feita pelo deputado, nós vamos paralisar a BR e expor em todos os grupos essa verdadeira “caça”. Já estamos fazendo um abaixo-assinado que está circulando nas cidades do Vale do Guaporé para mostrar que não aprovamos esse tipo de atitude”, contou um dos apoiadores.

Um outro morador contou que a perseguição parece coisa de coronel e que isso é coisa de político que não tem compromisso com a população.

“Pontes e Lacerda não é terra de coronel não. Onde já se viu ter perseguição desse tipo. O deputado não faz nada, e está impedindo o homem trabalhar. Quanto a eleição deixem que o povo decida”, ponderou.

A redação tentou contato com TC Sandro mas ele não quis se manifestar sobre o assunto.

Já o deputado Moretto afirmou em vídeo que nada tem a ver com a possível transferência do tenente-coronel Sandro, caso ela ocorra. Ele disse ainda que tal afirmação envolvendo seu nome é “mentira” e que jamais irá interferir em decisões técnicas inerentes à gestão da segurança pública, que compete à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Comando Geral da PM/MT. 

Já a assessoria do governador ainda não respondeu nossas perguntas. Quando responder, será publicada.

Fonte: FOLHA 5

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *