Mulher acusa o ex-cunhado de estuprá-la sob efeito de droga em Juína

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Segundo o relato, o agressor aproveitou que a vítima estava sob o efeito do entorpecente para cometer o crime sexual

Foto: Luiz Leite/Gazeta Digital (GD)

Mulher de 34 anos denunciou ter sido agredida, esfaqueada e estuprada pelo ex-cunhado, na madrugada de terça-feira (5), em uma casa de Juína. Segundo o relato, o agressor aproveitou que a vítima estava sob o efeito do entorpecente para cometer o crime sexual.

De acordo com as informações, vítima foi quem acionou a Polícia Militar por volta das 5h. Quando os policiais chegaram, a mulher estava aos prantos, afirmando que estava morando há uma semana na casa do ex-cunhado – marido da irmã que faleceu.

E que nessa madrugada, acabou sendo agredida, estuprada e levou um golpe de faca no pé. A mulher alegou que é usuária de drogas e que após o suspeito dar a ela certa quantia, sob o efeito da droga, ele cometeu o crime sexual.

Mesmo ela não aceitando, acabou sendo agredida e esfaqueada. Já o suspeito, de 59 anos, afirmou que a história não é essa. Ele alega que deu teto à vítima, que é irmã da sua falecida esposa, porém negou todas as outras acusações proferidas por ela.

A mulher foi encaminhada para a delegacia junto do suspeito com lesões no pé esquerdo e escoriações no pescoço. Já o homem não tinha lesões.

Fonte: Gazeta Digital 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *