Caçador que ajudou em buscas por Lázaro é preso suspeito de estupro em São Miguel do Araguaia

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Segundo a Polícia Civil, Babaçu teria começado a presentear uma jovem de 16 anos com o intuito de manter relações sexuais

Caçador Babaçu, que participou das buscas por Lázaro Barbosa, é preso suspeito de estupro de jovem de 16 anos Foto: Record TV/Divulgação

O caçador “Babaçu”, que ficou conhecido por participar das buscas por Lázaro Barbosa, em Águas Lindas de Goiás, está preso suspeito de estuprar uma adolescente de 16 anos. A detenção ocorreu em São Miguel do Araguaia (GO).

Segundo a Polícia Civil, Babaçu teria presenteado uma jovem com o intuito de manter relações sexuais com ela. A jovem, porém, recusou o contato com o caçador, que então teria passado a ameaçá-la até, supostamente, concretizar o abuso.

Entenda o crime

As investigações mostraram que o homem procurou a garota novamente no domingo (24), quando ele teria ameaçado tomar o celular da vítima e levá-la para longe de casa. A coação teria resultado na conjunção carnal entre ambos.

Depois do abuso, ele teria levado a adolescente para a casa dela, onde mais uma ameaça teria sido feita. Segundo a jovem, Babaçu teria dito para ela não contar o que havia acontecido. A adolescente, porém, denunciou o crime à polícia e o homem acabou preso.

De acordo com o artigo 213 do Código Penal, é configurado estupro toda imposição da prática sexual por ameaça ou violência. Segundo os agentes, após ter sido detido, o caçador tentou fugir da delegacia, mas não conseguiu. Segundo a corporação, ele tentou se aproveitar do fato de que na unidade não há celas, mas acabou algemado em uma cadeira.

Depois da tentativa de fuga, Babaçu ainda teria ameaçado os policiais de morte. Os agentes o conduziram à Polícia Penal, onde agora ele está à disposição do Poder Judiciário.

Ajuda na caça por Lázaro

Em junho deste ano, Babaçu ganhou fama após dizer que ajudaria a encontrar o fugitivo Lázaro Barbosa. Na época, ele publicou vídeos dizendo que era acostumado a dormir e sobreviver na mata. Porém, menos de dois dias depois, o caçador teve seus conhecimentos dispensados pelas autoridades.

Fonte: R7

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *