Polícia italiana confisca R$ 4,4 bilhões em bens da máfia

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI
Entre os bens apreendidos estão empresas, supermercados e um dos maiores dos maiores shoppings da região da Calábria, no sul do país
Imagem de um carro da polícia italiana feita em 22 de novembro de 2019 — Foto: Fabrizio Bensch/Reuters
Imagem de um carro da polícia italiana feita em 22 de novembro de 2019 — Foto: Fabrizio Bensch/Reuters

A polícia da Itália anunciou, nesta quarta-feira (23), que apreendeu bens no valor de mais de 800 milhões de euros (R$ 4,45 bilhões) pertencentes a três irmãos acusados de ligação com a máfia calabresa, a ‘Ndrangheta.

Segundo a agência de notícias italiana AGI, eles são Franco, Pasqualino e Marcello Perri, filhos de Antonio Perri, assassinado em 2003, na frente de um de seus supermercados.

Entre os bens apreendidos estão empresas, supermercados e um dos maiores dos maiores shoppings da região da Calábria, no sul do país.

A lista inclui ainda duas mansões, contas correntes e veículos de luxo, como uma Ferrari, relatou a polícia financeira italiana (GDF) em um comunicado.

A Justiça investiga há vários anos o patrimônio dos três irmãos. Um deles está sendo julgado no âmbito de uma operação antimáfia realizada em 2015.

De acordo com os investigadores, os três irmãos acumularam “importantes lucros, graças aos seus vínculos com a máfia e à violação das regras do mercado”, diz a agência AGI.

Ainda conforme a mesma fonte, a família Perri era um “ponto de referência empresarial” para os clãs da ‘Ndrangheta na zona de Lamezia Terme, na Calábria.

Os empresários detinham o monopólio em todos os setores em que atuavam, fortalecendo, com isso, a ‘Ndrangheta. Ela é considerada pelos especialistas a máfia italiana mais poderosa no território, desde que superou a Cosa Nostra siciliana e a Camorra napolitana.

Fonte: Mídia News

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *