Servidora cai em golpe e Prefeitura de MT sofre prejuízo de R$ 463 mil

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Valores foram transferidos para oito contas diferentes; servidora registrou boletim de ocorrência

Foto: Prefeitura de Rondonópolis/Arquivo

A Prefeitura de Rondonópolis perdeu mais de R$ 463 mil em um golpe aplicado por uma falsa funcionária da Caixa Econômica Federal. O caso foi denunciado à Polícia Civil no dia 8 de março, após uma servidora da Secretaria Municipal de Finanças notar diversas transferências não autorizadas em uma das contas do Município.

Segundo o boletim de ocorrência, a falsa funcionária entrou em contato com a Secretaria no dia 24 de fevereiro relatando que gostaria de falar com o responsável pela conta.

A servidora, então, passou a ligação para o secretário de Finanças, Rodrigo Silveira Lopes, que estaria realizando a atualização do módulo de segurança.

Pouco depois o secretário retornou a ligação para a servidora e orientou que ela não passasse nenhuma senha ou chave de acesso para a suposta funcionária.

Apesar disso, a servidora aceitou acessar um link enviado pela golpista e relata que começou a preencher os dados, momento que foi realizada a suposta atualização.

Consta no B.O., registrado pela servidora, que a golpista se identificou como Ana Maria e chegou até mesmo passar um número de contato após finalizar o serviço.

Foi apenas duas semanas depois, no dia 7 de março, que o desfalque na conta foi notado. Na ocasião, o assistente de varejo entrou em contato com a servidora e questionou sobre uma TED (Transferência Eletrônica Disponível).

Quando foi analisar a TED, a funcionária relata que percebeu oito transações não autorizadas das contas federais da Prefeitura para contas diferentes do Banco Santander, Banco Juno, Banco do Brasil, Inter e C6.

Ao todo, todas as transações totalizaram R$ 463.700. Após o golpe, a Secretaria Municipal de Finanças afirma que contestou a transação junto a Caixa Econômica Federal.

“Tomamos todas as providências cabíveis para que nenhum caso como esse ocorra novamente. Uma delas foi a troca das senhas de acesso de todos os usuários do sistema de finanças da Prefeitura”, afirma o secretário.

O caso é investigado pela Polícia Civil de Rondonópolis.

Fonte: Mídia News

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.