27 municípios de MT decretam toque de recolher para conter avanço dos casos de Covid-19

Até terça-feira (26), o estado contabilizava mais de 210 mil casos confirmados da Covid-19 e ultrapassou a marca de 5 mil mortes

Covid-19: Prefeitura de Diamantino (MT) foi uma das que determinou o toque de recolher — Foto: Prefeitura de Diamantino (MT)

Para tentar conter os casos de coronavírus (Covid-19) entre os moradores, 27 dos 141 municípios de Mato Grosso decretaram toque de recolher desde o começo deste mês. Até terça-feira (26), o estado contabilizava mais de 210 mil casos confirmados da Covid-19 e ultrapassou a marca de 5 mil mortes.

Em geral, os moradores são proibidos de circular nas cidades entre o final da noite, a partir de 22h, até o fim da madrugada, às 5h.

Apesar dos decretos serem individuais, eles seguem critérios parecidos: não valem para os órgãos de segurança, vigias noturnos, delivery, farmácias e drogarias de plantão, profissionais na área da saúde e funcionários de empresa privada que estejam trabalhando no período noturno.

Veja a lista dos municípios:

  • Paranatinga
  • Glória D’ Oeste
  • Apiacás
  • Vila Bela da Santíssima Trindade
  • Água Boa
  • Santa Cruz do Xingu
  • Nova Monte Verde
  • Nova Olímpia
  • São José do Rio Claro
  • São José dos Quatro Marcos
  • Mirassol D’Oeste
  • Lambari D’Oeste
  • Juara
  • Nossa Senhora do Livramento
  • Aripuanã
  • Colíder
  • Cáceres
  • Indiavaí
  • Nova Bandeirantes
  • Nova Marilândia
  • Nova Ubiratã
  • Jangada
  • Arenápolis
  • Diamantino
  • Campos de Júlio
  • União do Sul
  • Alto Paraguai

Decreto estadual

Na semana passada, o governo de Mato Grosso editou decreto com novas medidas para prevenção e avanço do contágio da Covid-19 no estado, após o aumento da média móvel de casos, internações hospitalares e mortes pela doença.

De acordo com o decreto, pelos próximos 45 dias fica proibida a realização de eventos sociais, festas, shows, atividades em casas noturnas e confraternizações com mais de 100 pessoas em espaços privados ou públicos, “inclusive o uso de logradouros públicos, onde haja aglomeração e consumo de bebidas alcoólicas”.

Casos de Covid-19 em Mato Grosso

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde dessa última terça-feira (26), 210.567 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.019 óbitos em decorrência do coronavírus no estado.

Foram notificadas 1.563 novas confirmações de casos de Covid-19 e 26 mortes nas últimas 24 horas. Dos 210.567 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 7.696 estão em isolamento domiciliar e 196.826 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 273 internações em UTIs públicas e 307 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 67,92% para UTIs adulto e em 35% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (45.776), Rondonópolis (14.034), Várzea Grande (13.898), Sinop (11.118), Tangará da Serra (9.225), Sorriso (9.077), Lucas do Rio Verde (8.440), Primavera do Leste (6.428), Cáceres (4.908) e Nova Mutum (4.421).

Vacinas

Lotes de vacina da Coronavac em Mato Grosso — Foto: Marcos Vergueiro/Secom-MT

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, afirmou nessa última terça-feira (26) que 80% dos profissionais de saúde do estado devem ser imunizados com as três remessas de vacina recebidas nos últimos dias, que totalizam 161.160 doses.

Na segunda-feira (18), Mato Grosso recebeu 126.160 doses de Coronavac. O volume foi dividido para a primeira e segunda dose da imunização.

A metade desta quantia foi enviada aos municípios e o restante está armazenado nos depósitos do estado para serem entregues no período de tomar a segunda dose.

No domingo (24) chegaram mais 24 mil doses da vacina AstraZeneca, de Oxford. O quantitativo foi encaminhado pelo Ministério da Saúde e foi totalmente destinado aos trabalhadores que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus.

Já na segunda-feira (25), um carregamento com 11 mil doses da vacina Coronavac chegou em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

Fonte: G1 MT

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *