Moradora é morta durante confronto em Parada de Lucas em RJ

Entre no grupo do Olhar Cidade no WhatsApp e receba notícias em tempo real CLIQUE AQUI

Ainda de acordo com o companheiro de Luanna, os agentes não deixaram os vizinhos socorrerem a técnica de enfermagem

Luanna era técnica de enfermagem

Uma moradora foi morta durante um tiroteio em Parada de Lucas, na zona norte do Rio, nesta quinta-feira (4). Luanna da Silva Pereira tinha 28 anos e era técnica de enfermagem.

Desde o início da manhã, a Polícia Civil faz uma operação contra o tráfico de drogas em uma estação da Supervia a pedido da concessionária. De acordo com a denúncia, traficantes pretendiam montar uma boca de fumo no local. 

Apesar do forte confronto, os policiais afirmaram que “é garantido que o tiro que atingiu a moradora foi disparado por traficantes” já que ela estava em uma posição que a deixava protegida dos disparos dos agentes. Contudo, segundo a polícia, ficava exposta aos tiros dos traficantes que estavam em um ponto em Vigário Geral.

No entanto, os moradores acusaram a polícia de ter efetuado o tiro que matou a vítima. 

“Ela foi na porta de casa falar com um vizinho para tomar cuidado com o tiroteio. Foi nessa hora que escutei um único tiro, abri a porta desesperadamente e foi na hora que eu vi ela ali deitada.”, disse o marido da vítima. 

Ainda de acordo com o companheiro de Luanna, os agentes não deixaram os vizinhos socorrerem a técnica de enfermagem.

A Delegacia de Homicídios foi encaminhada ao local e a perícia foi acionada para apurar os fatos. 

Por conta da operação, a Supervia interrompeu parcialmente a circulação no ramal Saracuruna. As partidas na Central do Brasil foram suspensas e os trens circulam apenas no trecho Duque de Caxias – Saracuruna. 

Fonte: R7

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *