Passageiras são estupradas durante assalto a ônibus em estrada do Pará

O motorista foi obrigado a parar o veículo porque havia um pedaço de madeira no meio da pista em um trecho da PA-150, por volta das 1h30. Em seguida, o ônibus foi abordado por cinco homens armados e encapuzados.

Em 09/02/2018 03:30:00 na sessão Cidades

Foto: Loic Venance/AFP

Duas passageiras de um ônibus intermunicipal foram estupradas durante um assalto na madrugada desta quarta-feira (7), em Goianésia do Pará, no sudeste paraense. O veículo vinha de Canaã dos Carajás e tinha como destino a capital paraense. As vítimas embarcaram no ônibus na cidade de Marabá.

O motorista foi obrigado a parar o veículo porque havia um pedaço de madeira no meio da pista em um trecho da PA-150, por volta das 1h30. Em seguida, o ônibus foi abordado por cinco homens armados e encapuzados, mas apenas três deles entraram no veículo com armas de fogo e facas.

Os criminosos deram ordem para o que o condutor do veículo seguisse até a Vicinal 5 Irmãos, um local de zona rural. Pertences dos passageiros como dinheiro, joias e celulares foram recolhidos. Antes de descer, um dos assaltantes decidiu levar duas mulheres para uma parte mais alta da estrada, onde cometeu os abusos sexuais.

As vítimas descreveram o estuprador como moreno claro e de aproximadamente 1,80 metros de altura. O criminoso cobriu o rosto durante o abuso.

Investigação

Segundo a Polícia Civil, a Delegacia de Goianésia do Pará já solicitou as imagens de segurança do local, mas a empresa Ouro Prata informou que não havia instalação dos aparelhos no ônibus. Passageiros e rodoviários foram ouvidos para auxiliar nas buscas dos envolvidos.

O delegado Alenson Lameira, de Goianésia, esteve no local do crime diligenciando para apurar os fatos. Em princípio, a informação era de assalto a um coletivo. Mas, no local, a equipe policial tomou conhecimento que duas passageiras, uma de 43 e outra de 23 anos, haviam sido retiradas do ônibus e levadas para a mata às margens de um ramal, onde teriam sido abusadas sexualmente por um dos cinco autores do assalto. Elas foram ouvidas em depoimento e encaminhadas para os exames necessários como o de sexologia forense.

Dois inquéritos foram instaurados, um para apurar o roubo e outro para apurar o crime contra as passageiras. Ninguém foi preso até o momento.

Fonte: G1 PA 



Por Leidieli Lima 09/02/2018 03:30:00

Mais notícias da sessão: Cidades