Facebook começa a testar botão "não curtir" para comentários

rede social começou a testar uma nova opção de sinalizar negativamente comentários de posts.

Em 09/02/2018 04:33:00 na sessão Tecnologia

O tão aguardado botão "não curtir" pode estar finalmente chegando ao Facebook, ainda que não do jeito que muitos usuários esperavam. A rede social começou a testar uma nova opção de sinalizar negativamente comentários de posts.

O teste começou a ser feito com um pequeno grupo de usuários, que postou imagens do novo botão no Twitter. Em inglês, ele aparece como "downvote" (algo como "repudiar", em tradução livre) e aparece apenas na seção de comentários de posts públicos.

Um porta-voz do Facebook confirmou os testes com o novo botão ao TechCrunch. Porém, a empresa garante que este não é um botão "descurtir", mas uma forma de facilitar o caminho para que os usuários deem algum feedback sobre os comentários uns dos outros à rede social.

Na prática, o botão "Downvote" serve como um atalho para uma opção que já existe no Facebook e se chama "Esconder comentário". Ao clicar no novo botão, o comentário desaparece somente para a pessoa que descurtiu, e se muita gente fizer o mesmo, ele pode ser considerado impróprio.

Após clicar em "Downvote", o usuário ainda precisa dizer à rede social se aquele comentário oculto é "ofensivo", "enganoso" ou "fora do assunto". Ainda de acordo com o Facebook, o teste está sendo feito somente com usuários dos Estados Unidos.

Como lembra o The Verge, a última vez que o Facebook chegou perto de um botão "não curtir" como uma opção exatamente oposta ao botão "curtir" foi em 2016, quando a rede social estreou as reações, como "Haha", "Amei", e "Grr", para posts, comentários e até mensagens pessoais.

Em 2015, o CEO e fundador do Facebook,Mark Zuckerberg, explicou por que a empresa resistia à ideia de um simples botão "não curtir". "Nós não queremos transformar o Facebook em um fórum em que as pessoas ficam votando contra ou a favor dos posts uns dos outros. Essa não parece ser o tipo de comunidade que queremos criar", disse o executivo.

Fonte: Olhar Digital 



Por Leidieli Lima 09/02/2018 04:33:00

Mais notícias da sessão: Tecnologia