Chuvas e enchentes afetam 14 municípios e deixam desabrigados do Pará

Segundo a Defesa Civil do Estado, mais de 13.500 famílias estão desabrigadas e desalojadas.

Em 12/02/2018 04:20:00 na sessão Estado

Foto: Reprodução

Quatorze municípios do Pará já foram afetados por enchentes e aumento do nível dos rios nesse inverno amazônico. Segundo a Defesa Civil do Estado, mais de 13.500 famílias estão desabrigadas e desalojadas. Uma força-tarefa foi montada para atender essas cidades.

Marabá, no sudeste do Pará, está entre os municípios em estado de emergência anunciado pela Defesa Civil. Mais de 10 metros foi o nível de alerta atingido no rio Tocantins com a cheia de domingo (11). Algumas famílias de áreas baixas já começaram a deixar as residências.

O risco de inundações, alagamentos e enxurradas obrigou órgãos municipais e estaduais a articularem ações para todo o estado. Várias secretarias se preparam para atender populações atingidas e recuperar vias danificadas.

A força tarefa foi montada porque só neste início de inverno amazônico choveu mais do que o esperado e vários rios transbordaram. A Defesa Civil já contabilizou 13.638 famílias desabrigadas e desalojadas.

Parauapebas decreta situação de emergência depois que rio transbordou e invadiu ruas.

Segundo dados da Defesa Civil, nos últimos 15 anos, o período mais intenso de chuvas tem seu ápice nos meses de março e abril. Por isso, as salas de comando e acompanhamento já estão intensificando os trabalhos para prevenir e monitorar as ocorrências nos municípios.

Os fenômenos provocados pelo clima e a alta das marés já afetaram os seguintes municípios:

  • Oriximiná, no Baixo Amazonas, alagou com a cheia do Rio Trombetas.
  • Trairão, no sudoeste do Pará, sofreu enxurrada com as fortes chuvas.
  • Quatipuru, no nordeste paraense, teve erosão.
  • São Miguel do Guamá, nordeste do Pará, teve alagamentos.

No sudeste do Pará, 10 cidades foram afetadas com alagamentos e enxurradas:

  • Água Azul do Norte
  • Bannach
  • Cumaru do Norte
  • Itupiranga
  • Parauapebas
  • Rio Maria
  • Santa Maria das Barreiras
  • Xinguara
  • Turucuí
  • Marabá

A região sudeste é a que mais se concentram as ações da Defesa Civil. No Rio Água Preta, a cabeceira da ponte foi levada pela água. A rodovia liga Xinguara a Água Azul do Norte, Ourilândia, Tucumã e São Félix do Xingu.

Em Xinguara, as enchentes também provocaram estragos na BR-155. Cento e sessenta famílias ficaram desabrigadas. Elas estão alojadas em um ginásio de esportes da cidade.

Já em Rio Maria, o nível do rio que tem o nome da cidade aumentou de seis para 9 metros. Na zona rural de Tucumã, um rio transbordou e encobriu quase toda uma ponte deixando os moradores isolados.

Fonte: G1 PA



Por Leidieli Lima 12/02/2018 04:20:00

Mais notícias da sessão: Estado