Mãe que agrediu aluna após suposta ameaça à filha dela em Alta Floresta deve responder por lesão corporal, diz delegado

Agressão ocorreu em frente à escola municipal onde a vítima estuda, em Alta Floresta, na terça-feira (3). Vídeos com o momento da agressão circularam na web.

Em 06/04/2018 08:29:00 na sessão Cidades

Foto: Reprodução

Uma mãe que agrediu uma aluna após supostas ameaças à filha dela em Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá, deve responder por lesão corporal. As informações são do delegado Carlos Francisco de Moraes, da Polícia Civil, que investiga o caso.

O caso ocorreu na terça-feira (3), em frente a Escola Municipal Geny Silveiro Delarincy, no Bairro Jardim Panorama. A agressão foi filmada e os vídeos circularam na internet.

Segundo o delegado, a vítima das agressões passou por exame de corpo de delito e já foi ouvida. A suposta agressora e a filha dela ainda devem prestar depoimento.

"Ainda não foi possível ouví-la, mas isso deve ser feito até a próxima semana. A princípio, ela deve responder pelo crime de lesão corporal", afirmou o delegado.

Nos vídeos, é possível ver a mãe - que segundo a escola, tem 32 anos - puxando uma adolescente de 13 anos pelos cabelos. A vítima usa uniforme da escola e chega a gritar para a mulher que ela seria presa pela agressão.

Em resposta, a mãe da estudante de 12 anos que supostamente teria sido ameaçada retoma as agressões e intimida: "Encosta a mão na minha filha que eu te mato", disse.

Nas imagens, é possível ver vários estudantes assistindo à cena - inclusive adolescentes de outra escola -, mas ninguém tenta interromper a briga.

De acordo com a gestão da escola, as duas alunas não frequentam a mesma sala de aula e são moradoras da zona rural. Elas usam o transporte escolar municipal diariamente para ir à escola e o desentendimento entre elas teria ocorrido no ponto de ônibus, na comunidade onde moram.

Fonte: G1 MT 



Por Olhar Cidade 06/04/2018 08:29:00

Mais notícias da sessão: Cidades