14 de Junho comemora-se o Dia do Solista, Dia Mundial do Doador de Sangue e Dia da Manicure

14 de junho é o 165.º dia do ano no calendário gregoriano (166.º em anos bissextos). Faltam 200 para acabar o ano.

Em 14/06/2018 07:36:00 na sessão Entretenimento

Dia do Solista

O Dia do Solista é celebrado anualmente no dia 14 de junho.

O solista é aquele profissional virtuoso que é capaz de executar sozinho certos movimentos, no caso da dança e do esporte, ou melodias, no caso da música. Igualmente, os atores podem ser solistas quando estão sozinhos em cena ou recitam um grande texto que não possui réplica.

No esporte, algumas modalidades podem ser disputadas em equipe, duplas ou solo, como a ginástica rítmica e o nado sincronizado.

O solista surge com a própria evolução da música ocidental, quando as melodias ficam cada vez mais complexas e nem todos são capazes de interpretá-la. A palavra "solo" pode ser encontrada no italiano e no espanhol e significa "sozinho".

Entre os músicos, cantores e bailarinos há uma diferença hierárquica em ser um artista que toca com os demais, no coro e na orquestra, e aquele que o faz sozinho. Afinal, o solista não apenas executa o solo, mas vive disso.

Nas companhias de balé clássico, os bailarinos que superam a condição de solistas ainda podem ser primeiros-bailarinos. E ainda há aquelas que alcançam o posto de primeira ballerina assouluta (primeira-bailarina absoluta) quando desempenham excepcionalmente bem sua arte.

Em um coro, as vozes que ultrapassam a extensão normal do ser humano, são ditas vozes solistas. São eles os encarregados de entoar as partes mais difíceis de uma peça ou encarnar personagens.

Já na ópera, denominava-se "prima-dona" (a primeira mulher, ou mulher principal) a cantora que se destacava nas produções e era capaz de executar as notas mais agudas.

Para ser um solista é preciso estudar muito, ter uma enorme sensibilidade e ser capaz de transmitir toda a emoção contida na partitura ou na coreografia.

Dia Mundial do Doador de Sangue

ODia Mundial do Doador de Sangue é comemorado anualmente em 14 de junho.

O objetivo desta data é homenagear a todos os doadores de sangue e conscientizar os não-doadores sobre a importância deste ato, que é responsável pela salvação de milhares de vida.

A data foi criada por iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2014, e o dia escolhido é uma homenagem ao nascimento de Karl Landsteiner (14 de junho de 1868 - 26 de junho de 1943), um imunologista austríaco que descobriu o fator Rh e várias diferenças entre os diversos tipos sanguíneos.

Quem pode doar sangue?

Para doar sangue, a pessoa deve estar enquadrada dentro de algumas características específicas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS):

  • Homem ou mulher;
  • Entre 16 e 68 anos;
  • Ter acima de 50 quilos;
  • Não ter Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, AIDS (HIV), HTLV;
  • Estar bem alimentado e descansado;
  • Esperar entre 90 e 180 dias após o parto para mulheres grávidas;
  • Se estiver gripado, esperar no mínimo 7 dias após a recuperação para poder doar;
  • Após uma doação, as mulheres devem esperar 90 dias para fazê-lo novamente; enquanto os homens devem esperar 60 dias.
Brasil
No Brasil, segundo a campanha #PartiuDoarSangue, apenas 1,8% da população se dispõe a doar sangue, enquanto o ideal seria 5%.
Esse cenário vem mudando com as sucessivas campanhas de esclarecimento junto à população para que aumente no número de doadores de sangue em todo país.

Dia da Manicure

O Dia da Manicure é comemorado no Brasil em 14 de junho.

Esta data visa homenagear as/os profissionais que se dedicam a cuidar e embelezar as mãos de homens e mulheres, principalmente as unhas.

Para executar o seu trabalho, as manicures precisam ter um bom senso de estética e higiene, duas características fundamentais para garantir o seu sucesso profissional.

A profissão de manicure passou a ser oficialmente reconhecida no Brasil a partir da Lei nº 12.592, de 18 de janeiro de 2012.

O termo manicure entrou na língua portuguesa através do francês, manucure. No Brasil ou em Portugal, por exemplo, também é comum o uso de manicura (para se referir às profissionais femininas) e manicuro (para os masculinos).

Originalmente, no entanto, a palavra manicure surgiu a partir do latim manus, que significa "mãos", e cura que quer dizer "tratamento". Assim, manicure pode ser literalmente traduzido como "tratamento das mãos".

Segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio), em 2016, calcula-se que as famílias brasileiras gastaram 20,3 bilhões de reais em serviços de beleza, incluindo o cuidado com as mãos. O Brasil é o terceiro mercado mundial para serviços de beleza.

As manicures são adoradas por suas clientes, pois a relação entre ambas é bastante fraternal e divertida, por norma. Em muitos casos, as clientes e manicures acabam desenvolvendo uma relação de amizade.



Por olharcidade2@gmail.com 14/06/2018 07:36:00

Mais notícias da sessão: Entretenimento