Funcionário é flagrado fazendo sexo com aluna de 16 anos em escola estadual em Lucas do Rio Verde

No último dia 28, alguns alunos da escola teriam filmado o servidor e a estudante em ato sexual através de uma fresta de uma das janelas da sala onde os dois se trancaram. O vídeo depois chegou à direção da escola, que tomou providências.

Em 06/07/2018 10:15:00 na sessão Cidades

Foto: Divulgação

Um servidor da Escola Estadual Ângelo Nadin, em Lucas do Rio Verde (a 336 quilômetros de Cuiabá), foi flagrado fazendo sexo com uma aluna, de 16 anos,  dentro de uma sala nas dependências da escola. O caso foi apurado pela direção e depois encaminhado à Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que ainda deverá se pronunciar sobre o caso e as medidas adotadas.
 
No último dia 28, alguns alunos da escola teriam filmado o servidor e a estudante em ato sexual através de uma fresta de uma das janelas da sala onde os dois se trancaram. O vídeo depois chegou à direção da escola, que tomou providências.

"Nós recebemos a denúncia de que o servidor estava com estas práticas e fomos averiguar as câmeras de segurança e vimos. Nós então conversamos com ele, conversamos com a estudante e encaminhamos o caso para a Secretaria de Educação e agora eles que estão resolvendo. Eu estou muito abalado com esta história, nem gostaria de ficar falando muito nisso", disse o diretor Fernando Zílio.

O diretor ainda disse que o Conselho Tutelar não chegou a ser acionado a pedido da estudante.

Questionado, o diretor  preferiu não repassar mais informações sobre o servidor em questão, mas afirmou que ele está de férias no momento, que já estavam programadas. Zílio ainda disse que ele deverá ser transferido de escola ou até mesmo ser exonerado do cargo.

O caso agora será apurado pela Secretaria de Estado de Educação. Ainda não há confirmação sobre a idade do servidor, a função que tinha na escola ou há quanto tempo tinha esta prática com a aluna.

O outro lado:

Assessoria da Seduc, enviou a seguinte nota:
  Sobre a denúncia envolvendo um servidor da EE Ângelo Nadin, em Lucas do Rio Verde, a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc) informa que:

1 - A Assessoria Pedagógica do município recebeu a denúncia e esteve na unidade e se reuniu com servidores, estudante, pais e Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar (CDCE), afim de investigar o caso e tomar depoimentos;

2 - Toda documentação será enviada à Unidade Setorial de Correição (USC) da Seduc - setor responsável por investigação e verificação de denúncias, além de abertura de Processo Administrativo Disciplinar (PAD);

3 - No momento, o servidor se encontra em período de férias, mas será notificado e terá direito a ampla defesa das acusações;

4 - A Seduc informa ainda que, caso as suspeitas sejam confirmadas, o professor poderá ser afastado ou demitido, ficando proibido de exercer cargo público por cinco anos.

Fonte: Olhar Direto



Por Olhar Cidade 06/07/2018 10:15:00

Mais notícias da sessão: Cidades