Administração libera banho gratuito na Salgadeira: "As pessoas precisam conhecer"

Com isto, os banhistas poderão desfrutar do banho no Complexo de forma gratuita neste primeiro momento. Para isto, basta que chegue ao Centro de Turistas.

Em 09/07/2018 02:39:00 na sessão Cidades

A administração do Complexo Turístico da Salgadeira, localizado às margens da MT-251, que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães, decidiu não cobrar pelo banho nos primeiros meses de operação: "Decidimos dar a oportunidade para as pessoas conhecerem o local antes e ver como ficou. Temos certeza que vão gostar muito do que estão vendo!", disse Elson Ramos, um dos sócios responsáveis pelo local.
 
"Nós conversamos e decidimos que neste início não vamos cobrar o banho, que tem valor de R$ 5. Vamos dar a oportunidade de todos verem como aqui ficou lindo e pode ser aproveitado de uma maneira espetacular!", explicou o empresário Elson Ramos em entrevista exclusiva ao Olhar Conceito.


 
Com isto, os banhistas poderão desfrutar do banho no Complexo de forma gratuita neste primeiro momento. Para isto, basta que chegue ao Centro de Turistas.
 
A pulseira permite o banho durante uma hora. Neste tempo, os turistas não podem ficar na água com bebidas, isopores ou outro tipo de objetos. O local está aberto das 8h as 18h.
 
A reforma
 
Ao custo de R$ 12,6 milhões, a reforma foi executada pela empresa Concremax Engenharia Ltda. Segundo a Secretaria de Cidades (Secid), a Salgadeira está mais organizada, moderna e cumprindo exigências de responsabilidade ambiental.

Agora, o complexo passará a contar com restaurante amplo, minimuseu, loja de souvenir, posto policial, mini auditório, área administrativa, playground, paisagismo e duas guaritas.

 
A novidade do projeto está na construção de uma estação de tratamento de esgoto, 24 postes de oito metros de altura, com lâmpadas de LED movidas à energia solar e a implantação de 540 metros de trilhas metálica, por onde os visitantes irão andar durante o passeio para evitar o contato com o solo e, consequentemente, sua depredação.
 
O local também terá mirantes, rampas e portas que permitem acesso de pessoas com deficiência. Além de estacionamento com 100 vagas para veículos, sendo cinco para ônibus, 84 para carros, além de 10 reservadas ao administrativo do complexo.


Fonte: Olhar Direto



Por Olhar Cidade 09/07/2018 02:39:00

Mais notícias da sessão: Cidades