Barbudo quer coordenar 2º turno em MT para conter esquerda e ajudar Bolsonaro

O capitão reformado do Exército que mobiliza a direita conservadora está no segundo turno contra o petista Fernando Haddad e pode conquistar a presidência da República no próximo dia 28.

Em 09/10/2018 03:38:00 na sessão Política

O produtor rural Nelson Barbudo (PSL), eleito o deputado federal mais votado de Mato Grosso com 126.249 votos, afirma que sua principal missão é  ajudar Jair Bolsonaro (PSL)  a conter o avanço da esquerda no Brasil. O capitão reformado do Exército que mobiliza a direita conservadora está no segundo turno contra o petista Fernando Haddad e pode conquistar a presidência da República no próximo dia 28.

"Como deputado federal, vou me preocupar com as pautas macro. O Brasil precisa baixar os juros, reduzir a carga de impostos e fazer a economia crescer para gerar empregos. Mas não vou deixar de combater o aborto, a ideologia de gênero, o ativismo LGBT, a legalização das drogas e a ideologia de esquerda que prejudica nossa sociedade. Serei parceiro do presidente Bolsonaro nesse combate", declarou Barbudo

Além disso, Barbudo afirma que a votação expressiva é resultado do planejamento de campanha. Ele lembra que foi incentivado por Bolsonaro a trabalhar para conquistar pelo menos 100 mil votos e conseguiu ultrapassar essa marca.

"Já fui o vereador mais votado da minha cidade Alto Taquari e agora sou o deputado federal mais votado de Mato Grosso. Agradeço a população da minha cidade que me confiou 52% dos votos, que seria suficiente para me eleger prefeito. Alto Taquari nunca elegeu um deputado estadual e agora tem o deputado federal mais votado. Isso vai ficar na história do município", completou.

Barbudo também deve viajar para o Rio de Janeiro no próximo sábado (13) para se encontrar com Bolsonaro. O objetivo é assumir a coordenação da campanha no segundo turno em Mato Grosso, junto com senadora eleita Selma Arruda (PSL), para tentar ampliar a votação que ultrapassou 60% no Estado.

"Com todo o respeito ao presidente estadual do PSL,  deputado federal Victório Galli, a quem considero um amigo, vou buscar a coordenação da campanha do Bolsonaro em Mato Grosso. A juíza Selma também está disposta a cumprir essa missão. Precisamos garantir a vitória consagradora de Bolsonaro", concluiu.

Apesar da proximidade com Bolsonaro, Galli não garantiu a reeleição. Seu filho Elias Galli, que concorreu a deputado estadual, fez apenas 3735 votos.

Embora já tenha sido vereador em Alto Taquari, Barbudo ficou conhecido nacionalmente no Youtube antes de ser um dos 52 deputados federais eleitos pelo PSL neste ano. Antes mesmo de se aproximar de Bolsonaro, gravou vídeos respondendo ao ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci e a personalidades da esquerda como o humorista Gregório Duvivier.

Fonte: RD News 



Por Olhar Cidade 09/10/2018 03:38:00

Mais notícias da sessão: Política