Presídios de MT têm 6 detentas gestantes e 2 lactantes

Unidade feminina de Nortelândia abriga dois recém-nascidos em período de amamentação.

Em 22/10/2018 10:30:00 na sessão Cidades

Foto: Ilustrativa

Nas unidades prisionais femininas de Mato Grosso estão detidas seis gestantes e duas lactantes, segundo um balanço divulgado pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), nesta sexta-feira (19).

No total são 566 detentas, distribuídas em sete unidades prisionais nos municípios de Cuiabá, Colíder, Cáceres, Nova Xavantina, Nortelândia, Tangará da Serra e Rondonópolis.

Na unidade de Nortelândia, a 254 km da capital, estão duas lactantes e uma gestante. Um dos bebês tem um mês e o outro, dois dia de vida.

Nos presídios do estado, é assegurado o direito de permanência dos filhos durante o período de amamentação, que é de seis meses.

Além de Nortelândia, há outras detentas gestantes em Cáceres, Tangará da Serra, Rondonópolis e em Cuiabá.

Pesquisa CNJ

O Conselho Nacional de Justiça publicou um estudo sobre o acolhimento a gestantes e parturientes em todo o país. Em Mato Grosso, pesquisadores visitaram a unidade prisional de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

A pesquisa avaliou a assistência dada às detentas em gestação ou amamentação, a disponibilidade de médicos, enfermeiros, psicólogos e outros profissionais de apoio dentro das unidades, assim como o atendimento externo, quando necessário, diretamente nos postos de saúde.

Segundo a pesquisa, na unidade visitada, as detentas têm atendimento de uma médica, dois técnicos de enfermagem, uma assistência social e um psicólogo.

Fonte: G1 MT  



Por Olhar Cidade 22/10/2018 10:30:00

Mais notícias da sessão: Cidades