Brasil é o país onde mais se mata transexuais; Pará registrou oito casos em 2018

Dados divulgados por uma ONG europeia coloca o Brasil como o país onde mais se mata transexual. No Pará, em 2018, foram registrados oito casos. A polícia investiga se existe relação entre esses crimes e a intolerância sexual.

Em 12/02/2019 01:45:00 na sessão Cidades

Dados divulgados por uma ONG europeia coloca o Brasil como o país onde mais se mata transexual. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado (Segup), em 2018 foram oito casos registrados no Pará envolvendo integrantes do movimento LGBTi. A polícia investiga se existe relação entre esses crimes e a intolerância sexual.

Segundo a Segup, o que caracteriza o crime de homicídio pela questão da LGBTfobia é a motivação, principalmente para que na hora da sentença seja classificado o autor como motivo torpe que é aquele repugnante, moral e socialmente repudiado, e por motivo fútil onde apresenta desproporção entre o crime e sua causa moral.

Em Belém andar pelas ruas acabou se tornando um grande medo para o público LGBTi. "Eu tava saindo do meu curso pela parte da noite e eu entrei no ônibus. Eu percebi que tinha um grupo de rapazes no fundo no veículo, então eu sentei próximo da porta. Eu só senti uma coisa batendo na minha costa. Eles estavam jogando bolinha de papel em mim e rindo muito. Foi quando eu ouvi um deles falando que era pra me quebrar todinha dentro do ônibus. Na hora que eu levantei, um deles passou a perna em mim e eu cai. O motorista parou e eu desci correndo com muito medo", disse a transexual que foi vítima da violência.

A denúncia é fundamental para identificar o criminoso. A secretaria ressalta que é importante que sejam feitos os boletins de ocorrência, somente através deles é possível fazer um balanço do quantitativo de crimes contra o público LGBTi.

Serviço

As denúncias de casos de crimes motivados pela condição de gênero da vítima, podem ser feitas na Delegacia de Combate aos Crimes Discriminatórios e Homofóbicos localizado na Avertano Rocha próximo a rua São Pedro.

Fonte: G1  Pará



Por Olhar Cidade 12/02/2019 01:45:00

Mais notícias da sessão: Cidades