Homem é preso suspeito de feminicídio no Pará e diz à Polícia que atirou na companheira por acidente

Lucicléa de Nazaré Santos Silva da Costa foi morta com tiro de arma de fogo dentro da casa onde morava com o companheiro e os filhos, em Ananindeua, no último domingo.

Em 13/03/2019 07:31:00 na sessão Cidades

Um homem foi preso em flagrante suspeito de feminicídio pela Polícia Civil do Pará nesta terça (12). A vítima, Lucicléa de Nazaré Santos Silva da Costa, 35, foi morta com tiro na cabeça no bairro Maguari, em Ananindeua, região metropolitana de Belém, no último domingo.

Em depoimento, Raimundo Assis da Costa confessou o crime, alegando que atirou acidentalmente ao se desequilibrar durante uma discussão, segundo a Polícia. Os filhos do casal disseram que o pai possuía a arma de fogo há oito anos e dizia que era para segurança, por morar em área perigosa.

Foragido após o crime, o homem foi preso em Santa Luzia do Pará, na região nordeste, e foi levado para a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Capanema.

Segundo a delegada Nathalia Rangel, o suspeito estava sendo procurado desde domingo (10), dia do assassinato. A vítima foi morta no quarto da casa em que os dois viviam com os filhos.

O homem foi reconhecido por uma foto divulgada em aplicativo de mensagens instantâneas, segundo a delegada Após ser autuado, ele foi preso na Superintendência da 6ª Região Integrada de Segurança Pública, em Capanema.

Entenda o caso

No dia do crime, os filhos do casal estavam na residência. Segundo a Polícia, o pai teria chegado embriagado em casa por volta de 23h e entrou no quarto do casal, pegou uma arma de fogo de sua propriedade, que seria um revólver, e passou a manuseá-la.

Lucidea estava sentada na cama, conversando com o marido, quando ele teria se desequilibrado para trás, ocasião em que a arma de fogo disparou e atingiu o olho esquerdo dela, que caiu na cama. Ao ouvir o disparo, os filhos que estavam no quarto do andar superior da casa desceram.

Segundo eles, o pai pediu perdão, dizendo que os amava muito e que amava a esposa. Ele pegou dinheiro, a arma, entrou no carro de sua propriedade e fugiu do local. Os filhos da vítima acionaram uma ambulância, que esteve no local, porém a vitima já estava morta.

A equipe de policiais ainda fez buscas na casa da irmã do suspeito e no lava jato de propriedade do mesmo, na Estrada da Providência, mas ele não foi encontrado.

O casal estava junto há 24 anos. Segundo os filhos, o pai possuía a arma de fogo há oito anos e dizia que era para sua segurança, por morar em área perigosa. O caso foi investigado pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil.



Crime aconteceu na residência do casal em Ananindeua. -- Foto: Robério Vieira/ TV Liberal


Fonte: G1 Pará



Por Olhar Cidade 13/03/2019 07:31:00

Mais notícias da sessão: Cidades