Moradores realizam culto em memória de mortos na BR-163 Matupá e Peixoto de Azevedo

Os manifestantes pediram paz no trânsito e o fim das mortes no trecho da rodovia federal. Fotos de vítimas foram usadas em cartazes, para alertar os motoristas que passavam pela região.

Em 18/04/2019 10:22:00 na sessão Cidades

Com alto número de mortes na BR-163, no trecho entre Matupá (695 km ao Norte da Capital) e Peixoto de Azevedo (691 km ao Norte), moradores se reuniram na tarde de quarta-feira (17) às margens da rodovia para relembrar aqueles que perderam a vida em acidentes na região. Segundo a subseção de Peixoto de Azevedo da OAB, a Polícia Rodoviária informou que 50% das mortes em rodovias federais no estado em 2019 ocorreram nesse trecho.  

Isso significa que das 14 mortes por acidentes em rodovias federais em Mato Grosso, 7 ocorreram entre Matupá e Peixoto de Azevedo. Famílias de vítimas e moradores realizaram um culto ecumênico para chamar a atenção das autoridades sobre a necessidade de mais fiscalização no trânsito nas rodovias.   

Presidente da OAB Peixoto de Azevedo, Marcus Macedo afirma que o maior percentual de mortes ocorre por questões que poderiam ser evitadas com fiscalização. "A maioria foi causado por condutores menores de idade, embriagados, mortes por estar sem cinto de segurança. O trecho hoje é o mais violento do estado de Mato Grosso".  

Os manifestantes pediram paz no trânsito e o fim das mortes no trecho da rodovia federal. Fotos de vítimas foram usadas em cartazes, para alertar os motoristas que passavam pela região.

Fonte: Gazeta Digital 



Por Olhar Cidade 18/04/2019 10:22:00

Mais notícias da sessão: Cidades