Famílias que vivem próxima a barragem em Bom Jesus do Araguaia estão expostas a risco

O pedido do parlamentar reforça a decisão da juíza federal Danila Gonçalves de Almeida, divulgada nos meios de comunicação

Em 02/05/2019 09:59:00 na sessão Cidades

Preocupado com as 15 (quinze) famílias que moramo em um assentamento próximo à Barragem do Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS), situada na fazenda Bordolândia, em Bom Jesus do Araguaia, e que correm risco de vida, o deputado estadual João Batista (Pros) apresentou um Requerimento direcionado à Secretária de Estado do Meio Ambiente (Sema), na última quarta-feira (17), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), para que sejam cumpridas as determinações ambientais contidas na Política Nacional de Segurança das Barragens.

Segundo o parlamentar, caso haja rompimento da barragem, os danos causados serão imensuráveis para os habitantes e para a reserva ambiental das imediações. "O nosso o requerimento tem a finalidade de pedir ao Governo do Estado, por meio da  Sema, para cumprir determinações da Política Nacional de Segurança das Barragens. Assim, vamos proteger os cidadãos e o meio ambiente de Bom Jesus do Araguaia", explicou  João Batista.

O pedido do parlamentar reforça a decisão da juíza federal Danila Gonçalves de Almeida, divulgada nos meios de comunicação, sobre uma Ação Civil Pública, proposta pelo Ministério Público Federal (MPF). "É preocupante o risco que correm essas 15 famílias do assentamento, que vivem próximas à barragem, além de danos imensuráveis à reserva ambiental das imediações, caso haja rompimento da referida barragem", acrescentou Batista.

Ainda conforme o deputado, a represa da cidade está há mais de 10 anos sem acompanhamento fiscalizatório, além de possuir um buraco com vazamento de água. "A juíza determinou que sejam tomadas providências no prazo de 5 dias e que, em 20 dias, seja apresentado um plano de emergência e um relatório de vistoria, sobre a segurança da barragem", completou Batista.

João Batista afirmou ainda que o pedido propõe evitar acidentes em Mato Grosso, e relembrou fatos ocorridos nos últimos anos no Estado de Minas Gerais. "Não queremos que tragédiascomo as acontecidas recentemente em Minas Gerais se repitam aqui no Estado", finalizou.

Fonte: Olhar Alerta


Por Olhar Cidade 02/05/2019 09:59:00

Mais notícias da sessão: Cidades