Suspeito de matar caminhoneiro é preso em Matupá; briga por vaga para abastecer teria motivado o crime

O caminhoneiro confessou a autoria, mas argumentou que havia sido agredido com socos e uma barra de ferro e, por isso, teria atirado. O suspeito foi preso em uma área de mata fechada, atrás do posto de combustíveis onde o crime foi cometido.

Em 22/07/2019 07:33:00 na sessão Cidades

Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Assessoria

Policiais da 2ª Companhia de Polícia Militar de Matupá (a 696 km de Cuiabá) prenderam em flagrante o caminhoneiro que matou o colega de profissão durante uma briga por vaga para abastecer os veículos. Identificado pelas iniciais D.C.,70 anos, matou a tiros Valdecir dos Santos, de 47 anos, no pátio de um posto de combustível, na BR-163 em Matupá, saída para Guarantã do Norte. O crime ocorreu na manhã deste sábado (20.07), por volta das 7 horas.

Segundo a assessoria da Polícia Militar, após a comunicação da ocorrência, os policiais encontraram o caminhão que o suspeito dirigia, onde também estava um revólver calibre 32, com cinco munições deflagradas e uma intacta, considerada a possível arma utilizada no crime.



Logo depois, ao continuar as buscas, a equipe da PM conseguiu localizar e prender o suspeito em uma área de mata fechada, atrás do posto de combustíveis onde o crime foi cometido.

O caminhoneiro confessou a autoria, mas argumentou que havia sido agredido com socos e uma barra de ferro e, por isso, teria atirado. Disse ainda não lembrar de ter acertado o primeiro tiro, mas como a vítima ainda reagia, fez mais disparos.(Valdecir teria usado uma barra de ferro para agredir o suspeito, não um facão como havíamos anunciado anteriormente)

No caminhão da vítima foram encontrados alguns comprimidos de substâncias análogas à anfetamina (rebite), que foram apreendidos e entregues à delegacia local. Valdecir dirigia uma carreta bitrem e trabalhava para uma transportadora.

D.C. pode responder por homicídio e porte ilegal de arma.

Valdecir morava no município de Bela Vista do Paraíso, no Paraná e o corpo foi trasladado ainda no sábado.

Fonte: Olhar Direto



Por olharcidade2@gmail.com 22/07/2019 07:33:00

Mais notícias da sessão: Cidades