Justiça autoriza soltura de genro de Arcanjo preso suspeito de integrar facção criminosa e disputa de "jogo do bicho" em MT

Giovanni Zem Rodrigues estava preso desde maio.

Em 08/08/2019 08:19:00 na sessão Cidades

Durante sessão da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), nesta quarta-feira (7), os desembargadores aprovaram um pedido de habeas corpus em favor de Giovanni Zem Rodrigues, genro de João Arcanjo Ribeiro.

empresário estava preso desde maio suspeito de integrar facção criminosa e participação em crimes de lavagem de dinheiro, extorsão, além da disputa pelo comando do jogo do bicho no estado.

Giovanni, João Arcanjo e outros seis suspeitos foram presos durante a operação "Mantus", deflagrada pela Delegacia Especializada de Fazenda e Crimes Contra a Administração Pública (Defaz) e pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO).

De acordo com o TJMT a decisão não se estende a Arcanjo e aos demais suspeitos presos. O HC é favorável apenas a Giovanni.

A Secretaria de Segurança Pública informo que ainda não foi notificada para cumprimento da decisão.

Giovanni Zem durante depoimento na Defaz -- Foto: Reprodução/TVCA

Operação

Giovanni foi preso pela Polícia Federal (PF) ao desembarcar em Guarulhos (SP), no dia 29 de maio.

As investigações que culminaram na operação tiveram início em agosto de 2017. Os investigadores conseguiram descortinar duas organizações criminosas que comandam o jogo do bicho em Mato Grosso.

Em um ano, as facções teriam movimentado mais de R$ 20 milhões, em contas bancárias. Uma das organizações é liderada por João Arcanjo e Giovanni. Já a outra é liderada por Frederico Muller Coutinho ,também preso durante o cumprimento dos mandados judiciais.

Fonte: G1 MT 


Por Olhar Cidade 08/08/2019 08:19:00

Mais notícias da sessão: Cidades