Mulher fica com celular achado na rua e é presa pela Polícia Civil em Confresa

Quem apropria-se de coisa alheia tem o prazo de 15 dias para devolução do objeto

Em 21/08/2019 09:48:00 na sessão Cidades

Na manhã de terça-feira (20), a Policia Civil de Confresa prendeu M. C. A. N., de 24 anos, pelo crime de apropriação de coisa achada, pois com ela foi apreendido 1 aparelho celular produto de furto ocorrido no município.

De acordo com informações, por meio de investigação, a Polícia Civil de Confresa descobriu que a suspeita estaria em posse de um Samsung Modelo J4 da cor cobre, o qual era furtado. Assim, os investigadores diligenciaram até a sua residência localizada no Setor Genoveva, de onde a conduziram para a Delegacia de Polícia para maiores esclarecimentos.

Ao realizarem a checagem pelo número de IMEI do referido aparelho, os investigadores constataram se tratar do mesmo que havia sido furtado no mês de maio em uma casa no Bairro Jardim Vitória. Diante dos fatos, deram voz de prisão para a mulher.

Em conversa com os policiais, ela revelou que encontrou o celular caído em um canteiro de plantas próximo a um cartório no município, e desde aquele momento apropriou-se do objeto sem saber a procedência.

Diante dos fatos, a suspeita foi autuada pelo crime de apropriação de coisa achada que possui pena de detenção de 1 mês a 1 ano ou multa. O aparelho celular foi apreendido onde posteriormente será restituído para seu verdadeiro proprietário.

A Polícia Judiciária Civil informa e orienta a população de que quem apropria-se de coisa alheia tem o prazo de 15 dias para devolução do objeto, caso contrário estará incorrendo em crime: "Art. 169 - Apropriar-se alguém de coisa alheia vinda ao seu poder por erro, caso fortuito ou força da natureza: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa."

Fonte: Olhar Alerta


Por Olhar Cidade 21/08/2019 09:48:00

Mais notícias da sessão: Cidades