Veja cidades alvos de mandados em operação da Polícia Federal; aeronave é sequestrada no aeroporto de Cuiabá

Além de Cuiabá, os cerca de 100 policiais federais também cumprem mandados em Alta Floresta, Apiacás, Colíder e Colniza. No total, são 26 ordens judicias, sendo 24 de busca e apreensão e duas de sequestros de aeronaves.

Em 23/10/2019 10:40:00 na sessão Cidades

Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal confirmou que Cuiabá e outras quatro cidades de Mato Grosso são alvos de mandados na "Operação Céu Dourado", deflagrada nesta quarta-feira (23), com o objetivo de combater a extração e a venda ilegal de ouro por empresas ligadas ao comércio e exportação de minério. No Aeroporto Internacional Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande, houve o sequestro (apreensão) de uma aeronave.
 
Além de Cuiabá, os cerca de 100 policiais federais também cumprem mandados em Alta Floresta, Apiacás, Colíder e Colniza. No total, são 26 ordens judicias, sendo 24 de busca e apreensão e duas de sequestros de aeronaves. Além de Mato Grosso, também há alvos em Goiás e São Paulo.
 
Segundo as investigações, iniciadas após apreensão de 110 quilos de ouro (avaliados em mais de 20 milhões de reais), ocorrida em 10/06 deste ano, no aeroporto de Goiânia, foram detectados indícios da participação de empresas na emissão de notas fiscais falsas com o intuito de acobertarem a origem ilegal do ouro.
 
Apurou-se, também, que uma das prováveis minas, de onde teria sido extraído parte do ouro apreendido, não estava em funcionamento, o que corrobora a tese de que o ouro é de origem ilegal e está sendo "esquentado" pelos investigados através de empresas de fachada.
 
As ordens judiciais foram expedidas pela 5ª Vara da Justiça Federal de Goiânia (GO). A maioria dos mandados é cumprido em Mato Grosso.
 
Uma das aeronaves sequestradas pela Polícia Federal é da Piper Aircraft (modelo PA-34-220T), que tem como proprietário e operador a BJR MAQ MINAS LTDA. Ela é autorizada para operar voos por instrumentos noturnos, está com a situação de aeronavegabilidade regular e não pode atuar como táxi aéreo.



Apreensão de ouro

A Polícia Federal, com o apoio da Polícia Militar do Estado de Goiás, apreendeu, em junho deste ano, uma carga de 111 quilos de ouro, avaliada em quase R$ 20 milhões. 

A apreensão ocorreu após o recebimento de uma denúncia anônima, de que um avião monomotor, com destino ao aeroporto de Goiânia, estaria transportando ouro ilegalmente.

Após a realização de levantamentos, com a informação do prefixo do avião, a PF e a PMGO localizaram a aeronave logo após o pouso e, dentro dela, foi encontrado o carregamento de ouro.

A aeronave foi apreendida e o passageiro, que era o detentor do ouro, foi preso e autuado em flagrante por crime ambiental e pelo crime de usurpação de bem da união.


Fonte: Olhar Direto



Por Olhar Cidade 23/10/2019 10:40:00

Mais notícias da sessão: Cidades