Maníaco matou ex-cunhada e amiga com facadas no crânio por não aceitar fim em município de Peixoto de Azevedo

Ele foi autuado pela Polícia Civil e poderá responder por homicídio doloso (quando há intenção de matar) e por motivo passional.

Em 23/01/2020 02:38:00 na sessão Cidades

Preso por matar a facadas Maria Cleiude Monteiro, 34 e Nerias Dantas Amorim, 20 anos, no município de Peixoto de Azevedo (674 km de Cuiabá), o homem revela que cumpriu uma promessa feita a sua ex-companheira, que é irmã de uma das vítimas. Posteriormente, o rapaz ainda teria dito que ia matar toda a família das irmãs.

Consta no registro da ocorrência que há algum tempo atrás, o homem que não aceitava o fim do relacionamento com a irmã de Maria teria feito várias ameaças a ela, querendo obrigar que ela voltasse a se relacionar com ele. Com medo e temendo por sua vida, a mulher teve que ir embora para o Estado do Pará, para não ser mais atormentada pelo suposto assassino, que começou então a proferir ameaças à irmã, que ficou morando na residência.

No boletim registrado pela Polícia Militar de Peixoto, consta ainda que o suspeito teria xingado por várias vezes uma das mulheres morta. Ele também teria desligado o padrão da residência em uma tentativa de assustar a vítima. 

Maria então pediu para que uma amiga viesse dormir com ela em sua casa e nesta quinta-feira (16). As duas acabaram sendo esfaqueadas com várias perfurações que atingiram principalmente a região do crânio de ambas.

Funcionários do supermercado onde uma das mulheres mortas trabalhava sentiu falta dela. Através disso, é que os corpos foram achados.

O autor do crime segundo, analise da perícia, ainda lavou lençóis onde as vítimas estavam deitadas na casa e ainda escondeu a arma branca utilizada no crime. Na residência ainda foi encontrado um celular, que seria da irmã da ex do suspeito, onde segundo a polícia estava em posse do rapaz, que estava mandando mensagens como se fosse ela.

Ele foi autuado pela Polícia Civil e poderá responder por homicídio doloso (quando há intenção de matar) e por motivo passional.

Fonte: Folha Max



Por Olhar Cidade 23/01/2020 02:38:00

Mais notícias da sessão: Cidades