Filho de empresário morre após acidente em ponte de Nova Xavantina

Hermes era servidor público estadual trabalhando como agente penitenciário no presídio Major Zuzi em Água Boa

Em 23/01/2020 03:41:00 na sessão Cidades

O filho mais velho do empresário Hermes Lima morreu na madrugada desta quarta-feira, 22/01, após ficar dias internado em uma UTI de Goiânia.

Hermes Lima Junior, de 37 anos, sofreu um acidente na ponte sobre o Rio das Mortes na madrugada do sábado, 18/01. Ele foi levado às pressas para o hospital municipal e em seguida, transferido de UTI Móvel para Goiânia, onde foi direto para UTI.

Hermes era servidor público estadual trabalhando como agente penitenciário no presídio Major Zuzi em Água Boa.

O ACIDENTE

Segundo o boletim de ocorrência lavrado pela Polícia Militar, Pedro Henrique Santos Ferreira, de 22 anos, aluno do último semestre do curso de Biologia do Campus da Unemat local e Hermes Lima Junior, chocaram suas motos na ponte sobre o Rio das Mortes, na pista sentido setor Xavantina para o setor Nova Brasília, ou seja, ambos seguiam para o mesmo destino, quando provavelmente numa tentativa de se cumprimentarem ou conversarem, conforme acreditam os familiares de Pedro, houve a batida.

APROXIMARAM-SE PARA CONVERSAR

"Eles tinham feito um curso de inglês juntos" disse o irmão de Pedro, Profº Vitor Santos Ferreira, do corpo docente do Campus. "Isso talvez explique a aproximação e a batida".

Ambos foram socorridos e levados para o Hospital Municipal. Hermes foi removido para Goiânia, com ferimentos graves, vindo a falecer na manhã desta quarta feira (22), e Pedro, embora tenha recebido alta nesta mesma quarta feira, continua em observação.

"Ele está com um coágulo na cabeça, mas como não evoluiu, recebeu alta, mas está sem memória de curto prazo, repete as mesmas coisas. Estamos o levando para Barra do Garças ainda hoje fazer mais exames, e assim será daqui pra frente" disse o irmão.

FOTOS E  B.O.

Segundo Vitor, a hipótese de que eles tenham se aproximado para conversar se confirma por escoriações laterais na moto do irmão, que bateu de frente com a mureta da ponte após atravessar a pista, como o mostra o sinal da batida na mureta.

"Não foi feito perícia, o único documento que temos é o BO da PM, o Pedro ainda não se lembra de nada do que aconteceu. A família Ferreira está de luto, abalada com o falecimento do Hermés e com o quadro do meu irmão. Estamos à disposição para fazer o que for necessário" disse.

Fonte: Olhar Alerta



Por Olhar Cidade 23/01/2020 03:41:00

Mais notícias da sessão: Cidades