Escola em Cuiabá barra alunos por causa da cor da calça e causa polêmica

Estudantes não puderam entrar porque jeans eram de tonalidade mais clara. Regra foi adotada pela Escola Estadual Ulisses Cuiabano, em Cuiabá.

Em 04/04/2017 10:08:00 na sessão Cidades

Uma norma da Escola Estadual Professor Ulisses Cuiabano, no bairro Jardim Cuiabá, em Cuiabá, provocou polêmica na última semana. Dezenas de alunos foram barrados de entrar na unidade escolar por causa das cores das calças jeans, que eram de tonalidade mais clara. Conforme a direção, as calças devem ser azuis ou pretas, e sem lavagens, rasgos ou bordados.

"A cor da nossa calça não vai diferenciar o nosso aprendizado", reclamou a estudante Mariana Nathália Alves Ferreira, de 17 anos.

Modelo de calça jeans proibido em escola estadual de MT (Foto: Reprodução/TVCA)

Um dos casos que mais chamou atenção foi o da aluna Rayane Garcia Marques, de 12 anos. Ela foi impedida de entrar na escola porque estava com uma calça jeans com lavagem. Ela teve que esperar de pé, na porta da escola, das 13h às 15h, até a escola entrar em contato com a família.

"A inspetora não deixou entrar por causa da cor da calça, que é meio desbotada, e aí tive ficar lá até as 3 horas, porque eles ligaram para minha mãe", disse Rayane.

A mãe da aluna, Maria Garcia Marques, contou que ficou sem entender quando recebeu a  ligação da escola avisando o que tinha acontecido. "Já que não deixou entrar dentro da sala, deixasse dentro da escola esperando alguém buscar. Ou ligasse na hora para dizer que ela não entrou e para alguém ir buscar. Isso 1 hora da tarde, e não 3 e pouco ", criticou.

Para a presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, a atitude da escola foi mais do que radical. "Notifica-se os pais, comunica se isso é com frequência. Agora, não permitir que ele [o aluno] não tenha acesso à escola por causa da cor da calça... tudo tem que ser analisado, mas vejo que é preciosismo demais", disse Cleide Elaine de Souza.

O diretor da Escola Ulisses Cuiabano, Dimas Antônio da Silva, explicou o porquê da adoção desses critérios. "Porque a gente fortalece a nossa cultura aqui da escola que é de disciplina. Na verdade o que mais ocorre é com o sexo feminino, com as meninas. Elas querem vir com as calças que são de passeio, de shopping", disse.

Segundo o diretor, os pais foram avisados no momento da matrícula sobre os tipos de calças aceitos, mas que por recomendação da Secretaria de Educação do Estado, deve debater com os responsáveis pelos estudantes.

"Desvia a atenção. O professor está lá escrevendo e desvia a atenção porque foge ao padrão. E é uma forma também de identificar o aluno. O aluno uniformizado é um aluno protegido por lei", disse Dimas.

A Secretaria de Educação do Estado disse que não apoia essa posição, e que a orientação é diferente. "Esse episódio não é um episódio que nós gostaríamos de estar vendo nas nossas unidades educacionais, até porque a Secretaria de Educação de Mato Grosso prega pela inclusão da criança, e não pela exclusão do processo educacional", disse a secretária-adjunta de Gestão Educacional e Inovação, Marioneide Angélica Klemaschewsk.

Desde o ano passado o estado fornece duas camisetas a cada estudante de graça. O aluno só paga de R$ 3 a R$ 5 se a escola estampar o nome nas peças. O estudante também tem a opção de comprar as camisetas exclusivas de cada escola, mas não pode ser obrigado a isso.

"Toda criança hoje tem uma calça jeans. Então por que não ser uma calça jeans? Independentemente de ser uma cor escura ou clara, é uma calça jeans. É muito triste ver toda uma rede discutindo exatamente uma questão de uniforme quando nós temos que perder o maior número de tempo, o maior desgaste, discutindo questões muito mais sérias, como melhoria na qualidade do ensino das nossas crianças", disse Marioneide.

Outro lado
Após intervenção da Secreria Estadual de Educação, a direção da escola mudou de ideia. A direção da escola informou que fez uma reunião nesse fim de semana com os pais de alunos para discutir as opções do uso do uniforme e ficou decidido que a partir desta segunda-feira, os alunos poderão entrar com calça jeans preta ou azul, de todas as tonalidades. Mas continuam barradas as rasgadas ou brancas.

Fonte: G1 MT



Por Leidieli Lima 04/04/2017 10:08:00

Mais notícias da sessão: Cidades